Affinity Photo

Para finalizar as imagens de produto que crio no estúdio, utilizo o software Affinity Photo já à alguns anos. É um excelente software, que me ajuda a atingir um nível de qualidade elevado nas imagens que crio.

Gosto tanto de trabalhar com este software, que já colaborei duas vezes com o Spotlight que é o blog da Affinity (aqui está uma entrevista comigo e aqui algumas dicas sobre fotografia de produto).

Desta vez fui desafiado a utilizar no meu trabalho a versão do software em iPad ,e não em computador, dando feedback sobre a experiência.

Conceito

Para testar o software, imaginei uma image, que não sendo fotografia de produto, procuraria contar a seguinte história (em inglês):

It’s late at night. A dark blue light fills the space. From the side, there are a few rays of pink and green light coming in, probably from some nearby neon lights.

On a small table, we see two books stacked with a black Moleskine notebook on top, with some scribbles and sketches coming out. A black squared pen and some drawing material is scattered around, as well as, a contact sheet with some images marked and some printed photographs.

A tall glass with ice and sparkling water rests on the table, half empty, along with some personal belongings and an old film camera.

Something makes you go back to the contact sheet. You notice that one of the images marked on the contact sheet, is the image you’re looking at…

Basicamente a ideia foi criar uma composição num ambiente noturno, dominado pela cor azul, com alguns reflexos magenta (cor do logo do Affinity Photo) e verdes (cor do logo do Affinity Designer). Inicialmente pretendia uma ligação mais subtil à Affinity, mas com o evoluir do conceito, achei que uma ligação mais deliberada à marca resultaria melhor, estando o logo presente várias vezes.

Para ajudar a caracterizar a personagem, alguém criativo, existe um livros com desenhos, artigos de pintura e objetos pessoais. Os objetos pessoais incluem um pin da Affinity, algumas moedas, um bilhete de avião ou de comboio (acabou por não ser utilizado mas pretendia transmitir a ideia de pessoa em viagem) e um artigo ligado a bicicleta (uma pessoa mais nova).

Como complemento, a folha de provas que existe na mesa, teria a imagem final como sendo a imagem escolhida. Uma espécie de imagem na imagem.

Imagem de bastidor de fotografia de fotografia por Martins Ribeiro - fotografo de produto

Pós-produção

A pós produção foi realizada totalmente num iPad, incluindo focus stacking das 28 imagens, 60Mb cada uma. Foram aplicadas curvas de correcção, limpeza de pequenos defeitos, efeitos de luz para criar o ambiente certo, e colocação da imagem final na folha de provas.

Este pequeno vídeo mostra as imagens capturadas durante o trabalho de composição, sendo algumas delas utilizadas na própria folha de provas.

Conclusão

A minha primeira impressão foi que seria complicado trabalhar num ecrã tão pequeno como o do iPad, especialmente estando habituado a trabalhar num monitor de 27 polegadas. No entanto, após algumas horas de trabalho, apercebi-me de algo interessante: num ecrã pequeno é mais fácil ter a noção de toda a imagem e verificar que correcções funcionam globalmente, em oposição a trabalhar num monitor grande, onde é fácil uma pessoa perder-se nos detalhes.

Se tiverem um iPad, aconselho vivamente a experimentarem o programa. A versão actualizada foi recentemente lançada sendo uma excelente oportunidade para ter mais uma ferramenta de trabalho.

Abaixo apresento a imagem final (8984×6732 px), bem como alguns detalhes dessa imagem.

Fotografia de publicidade por Martins Ribeiro - Lisboa